Logotipo - TEAbraça
Logotipo - TEAbraça
  • banner-patrocinadores-festa-da-uva-970x250.jpg

Artigo

TEAbraça

Tatiane Frizzo, vereadora e presidente da Frente Parlamentar de Conscientização e Defesa dos Direitos dos Autistas da Câmara de Caxias do Sul.

Colunista - Redação

Redação

redacao@serraempauta.com
01.04.2022 - 17h49min

Bruna Giusti/Divulgação
Foto Principal - Notícia

Nesses tempos de guerra e pandemia, um abraço pode revigorar bons sentimentos. Nessa legislatura, em conjunto com outras vereadoras e vereadores, decidi abraçar ainda mais uma causa, que já fazia parte do meu mandato, o autismo. Hoje, a Câmara Municipal conta com a Frente Parlamentar de Conscientização e Defesa dos Direitos dos Autistas, que busca abordar o tema em sua amplitude. Por ter sensibilidade à pauta, é perceptível a representatividade que as pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) estão conquistando na comunidade. A inclusão social, seja pela educação e saúde, é uma das principais ferramentas para a socialização.

selo-salto-ventoso.jpeg

Mais artigos:
Os impactos do conflito entre Rússia e Ucrânia na economia regional
Ensino pós-isolamento social: dos desafios às possibilidades
Somos por nós, mulheres!
É preciso modernizar a Casa
Eleições 2022: calendário eleitoral

Conforme o Centro de Controle de Doenças e Prevenção dos Estados Unidos, uma em cada 44 crianças aos 8 anos de idade é diagnosticada com TEA. Houve um aumento de 22% em relação ao estudo anterior. Em transposição dessa prevalência (2,3% da população) para o Brasil, teríamos hoje cerca de 4,84 milhões de autistas no país. Em Caxias, o número pode representar quase 12 mil autistas. Porém, ainda não temos números de prevalência de autismo.

Apesar de estudos científicos não confirmarem a causa dos transtornos neurológicos, muitos laudos clínicos estão sendo elaborados. Além dos diagnósticos e a captação de profissionais que atendam essa parcela da população, é necessário avançarmos em diversas questões. Neste sentido, para elaboração de políticas públicas é preciso informação.

Ao encontro dessa situação, a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) auxilia na garantia da atenção integral, na prioridade no atendimento e no acesso aos serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social, além de ajudar na construção de programas específicos para autistas.

Por isso, o Legislativo caxiense abraçou a importância da carteirinha, por entender que o documento pode garantir os direitos dos autistas e perceber que lugar de autista é em todo lugar, principalmente, dentro de um abraço. TEAbraça nessa ideia, faça a CIPTEA!

Tatiane Frizzo, vereadora e presidente da Frente Parlamentar de Conscientização e Defesa dos Direitos dos Autistas da Câmara de Caxias do Sul.

Leia também:
Sérgio Moro vai estrear o novo formato da reunião-almoço da CIC Caxias
Edson Néspolo critica troca de partido de Sérgio Moro
Prefeito de Caxias Adiló Didomenico prestigia transmissão de cargo no Piratini
Vereadora de Caxias Estela Balardin tem piora no estado de saúde, diz boletim médico
Câmara de Caxias aprova criação da Semana das Altas Habilidades/Superdotação

Tags:

Artigo Tatiane Frizzo vereadora Transtorno do Espectro do Autismo TEA Caxias do Sul